O dia em que o Mickey Mouse cometeu suicídio

17/07/2012

Todo mundo passa por momentos difíceis na vida, não é verdade? Até o Mickey Mouse. Mas quem poderia imaginar que um dia o simpático camundongo decidiu fugir de seus problemas no estilo Kurt Cobain?
Isso mesmo: muitos anos atrás, numa época em que as pessoas ainda não se preocupavam tanto com a influência maligna dos desenhos animados e das histórias em quadrinhos sobre as nossas pobres crianças, Mickey tentou cometer suicídio. Várias vezes. E com o consentimento do próprio Walt Disney. Com a palavra, Floyd Gottfredson, lendário quadrinista que escreveu histórias do Mickey na década de 30:
Uma que eu nunca vou esquecer, e que eu ainda não entendo, foi quando ele (Walt) disse, “Por que você não faz uma série de histórias com o Mickey tentando cometer suicídio?”
Aí eu disse, “Walt! Você tá brincando!” Ele respondeu, “Não, eu não tô brincando. Eu acho que você poderia criar umas situações bem engraçadas a partir daí.” Eu disse, “Caramba, Walt. Eu não sei. O que você acha que o Sindicato vai pensar disso? O que você acha que os editores vão pensar? E os leitores?” Ele disse, “Eu acho que vai ser engraçado. Vá em frente e faça.” Então eu fiz, acho que uns dez dias do Mickey tentando cometer suicídio – pulando de pontes, tentando se enforcar [...]
Mas por incrível que pareça, o Sindicato não contestou. Nós não ouvimos nada dos editores, e Walt disse, “Viu? Foi engraçado. Eu te disse que seria.”
Walt, se um chapéu eu usasse, ele estaria sendo retirado de cima da minha cabeça neste instante em homenagem a você.
O arco de histórias foi publicado entre os dias 8 e 20 de outubro de 1930. Walt se inspirou numa comédia dos anos 20 chamada Haunted Spooks, em que o personagem principal tentava se matar e falhava de forma cômica.
Aqui estão as aventuras suicidas do Mickey. Clique na imagem para ampliá-la:
Animais fofinhos em um bosque acabam convencendo Mickey a continuar vivendo. “Quando olho para os seus rostos sorrindo, me sinto envergonhado! Este mundo não é tão ruim, afinal! Precisei de um esquilo para perceber como fui tolo!”, disse o rato.
Fonte:Site Animatoons

© Cinequarto

0 Soltaram a voz!:

Postar um comentário

Gostou ? Então comenta! Sua participação é muito importante para nós!

AtRaÇõEs ReCeNtEs ...








Siga-nos no Twiiter:

 
CINEQUARTO TV © 1997-2017 | Designed by Júnior GrigoloCTV Theme