A polêmica do ursinho Ted

26/09/2012


O longa-metragem “Ted” trata de um urso de pelúcia que ganha vida. A história começa em 1985, quando o garoto John Bennett (Mark Wahlberg, de “O Vencedor”), de apenas oito anos, que não tinha amigos no bairro onde morava, ganha de presente de Natal um urso de pelúcia. Feliz da vida, ele promete ao bicho que será seu amigo para sempre. No dia seguinte, como se o seu desejo virasse realidade, o urso passa a falar, andar e pensar. O brinquedo vira celebridade, mas promete nunca abandonar o amigo. Mesmo que o tempo passe e o garoto cresça, os dois continuam amigos. Em 2012, John arruma uma namorada, Lori Collins (a bela Mila Kunis, de “Cisne Negro“), e passam os três a morar juntos. Aos 35 anos, John continua dividindo as suas alegrias e tristezas com o ursinho, continua com um emprego mais ou menos, enquanto a sua namorada espera o pedido de casamento e tem uma carreira bem sucedida.

Apesar do tema tolo, a comédia que mistura atores reais a um ursinho criado por computação gráfica funciona. E sua abordagem não é nada infantil – a censura, no Brasil, é de 16 anos.
Os amigos inseparáveis, John e Ted, passam horas se drogando, saindo com mulheres, falando palavrão e fazendo referências à cultura pop, principalmente a elementos da infância e adolescência do protagonista, nos 1980 e 1990. O humor não é politicamente correto – há referências grotescas a gays e judeus, por exemplo. Mas supera o preconceito com um contexto realmente engraçado, que arranca gargalhadas da plateia.
O ursinho Ted é dublado pelo diretor e roteirista do filme, o genial Seth MacFarlane – criador das séries animadas “Uma Família da Pesada” (Family Guy), “American Dad!” e “The Cleveland Show”. Assim como em suas animações, o humor desconcertante de MacFarlane surpreende o espectador, que vai ao cinema esperando encontrar um filminho bobo e se depara com a melhor comédia dos tempos mais recentes. O bom humor da fita supera todas as bobagens de Hollywood que entraram em cartaz ao longo do ano.
Destaque para a participação da cantora Norah Jones e do sumido ator Sam Jones, que viveu o personagem Flash Gordon no filme de 1980 mais lembrado pela trilha da banda Queen.


 © Cinequarto

0 Soltaram a voz!:

Postar um comentário

Gostou ? Então comenta! Sua participação é muito importante para nós!

AtRaÇõEs ReCeNtEs ...








Siga-nos no Twiiter:

 
CINEQUARTO TV © 1997-2017 | Designed by Júnior GrigoloCTV Theme